Pediatras do mundo inteiro desestimulam o brinquedo, que pode ser perigoso. Ainda assim, muitas famílias acabam adquirindo o produto. Entenda por que o andador de bebê não é uma boa ideia e veja como substituí-lo

Há décadas, pediatras e outros especialistas, baseados em diferentes estudos científicos e em estatísticas de atendimentos de emergência em hospitais infantis, alertam contra o uso do andador. Ainda assim, não é incomum ver fotos e vídeos de bebês brincando com este acessório, ainda hoje. Alguns pais acreditam que a peça estimula o desenvolvimento, ajuda o bebê a aprender a andar e a se locomover pela casa, mesmo antes de conseguir a habilidade de se locomover sozinho. Mas a história não é bem essa não… Por isso, em vários países, como no Canadá, por exemplo, a venda é proibida. 

+ Como evitar acidentes domésticos: 14 itens de segurança para o bebê

Andador de bebê: 4 motivos para não usar
Andador de bebê: 4 motivos para não usar (Foto: Keira Burton/ Pexels)

No Brasil, ainda há modelos disponíveis para venda, mas eles devem obedecer a algumas regras do Inmetro, como ter a opção de travar as rodinhas, por exemplo. 

Publicidade

Se você pensou em comprar um andador de bebê, confira aqui alguns motivos listados por profissionais para não fazer isso. Mas é claro que BabyHome não ia deixar você na mão. Indicamos também brinquedos que podem substituir o item com muito mais segurança. Confira:

1. Andador de bebê não traz benefícios

Muitas famílias acreditam que por estimular o movimento, o andador ajude o bebê a se desenvolver, mas isso não é verdade. Pelo contrário. “O andador atrasa o desenvolvimento psicomotor da criança, ainda que não muito. Bebês que utilizam andadores levam mais tempo para ficar de pé e caminhar sem apoio. Além disso, engatinham menos e têm escores inferiores nos testes de desenvolvimento”, diz a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

2. Potencializam acidentes graves

O uso do andador dá à criança uma independência para a qual ela não está preparada a partir dos 6 meses (idade em que as pessoas começam a colocar os bebês no brinquedo). De acordo com a SBP, o uso do andador de bebê, causa, anualmente, cerca de dez atendimentos nos serviços de emergência para cada mil crianças com menos de 1 ano. A cada duas ou três crianças que usam o andador, uma sofre traumatismo craniano. Destas lesões, um terço é grave, com fraturas. 

3. Acidentes indiretos

A mobilidade faz com que os bebês cheguem sozinhos e rapidamente a locais em que não deveriam estar. “Algumas crianças sofrem queimaduras, intoxicações e afogamentos relacionados diretamente com o uso do andador, mas a grande maioria sofre quedas; dos casos mais graves, cerca de 80% são de quedas de escadas”, diz a SBP.  “É verdade que o andador confere independência à criança. Contudo, todos os especialistas em segurança infantil justamente insistem que um dos maiores fatores de risco para injúrias físicas é dar independência demais numa fase em que a criança ainda não tem a mínima noção de perigo. É consenso que a capacidade de autoproteção só é adquirida a partir dos 5 anos de idade. Colocar um bebê de menos de 1 ano num verdadeiro veículo que pode atingir a velocidade de até 1 m/s equivale a entregar a chave do carro a uma criança de 10 anos”, compara a entidade. 

4. Pouco esforço

Ao contrário do que muita gente pensa, o andador de bebê não potencializa os estímulos aos exercícios físicos. “O exercício físico é muito prejudicado pelo uso do andador, pois, embora ele confira mais mobilidade e velocidade, a criança precisa despender menos energia com ele do que tentando alcançar o que lhe interessa com seus próprios braços e pernas”, aponta a SBP. 

Brinquedos para substituir o andador de bebê

O andador de bebê expõe seu filho a mais riscos, mas não é por isso que ele não pode se divertir. Hoje, felizmente, há cada vez mais opções de brinquedos para crianças pequenas. Assim, seu filho se diverte com toda a segurança. Selecionamos aqui algumas opções que podem estimular o desenvolvimento e a brincadeira, sem oferecer riscos. Lembrando que todos devem ser utilizados com supervisão. O bebê nunca deve ser deixado sozinho ou sem atenção de um adulto, combinado?

Confira:

1. Centro de atividades Burigotto – Colorido – Abra Cadabra

Centro de Atividades Burigotto – Colorido – Abra Cadabra

2. Mesa infantil didática e interativa para bebê – Cotiplás

Mesa Infantil Didática e Interativa para Bebê – Cotiplas

3. Andador de empurrar didático – Poliplac

Andador para Bebê Didático – Poliplac

 

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.