Na transição entre o terceiro e o quarto mês de vida do seu filho, possivelmente você já sabe como criar uma rotina de interação com o bebê. Ela envolve quatro cuidados fundamentais: amamentar, trocar fraldas, dar banho e fazer dormir. Até então, provavelmente, tudo funcionou na base do instinto ou conforme a necessidade.

No entanto, se você ainda não se acertou com os horários, essa é a hora ideal para se organizar. Tudo bem, a gente sabe que esses primeiros meses são bem confusos… Mas até para você ter mais vida pessoal, esse é o momento de criar uma rotina para o bebê! É nessa fase que o sono dele tende a entrar em um padrão para estabelecer os momentos de tomar banho, brincar, ir para a cama. Mesmo a amamentação sob livre demanda acaba se ajustando e seguindo uma certa ordem natural, com intervalos mais claros agora.

+ Enfim, perspectivas de noites tranquilas de sono

Por que é importante definir horários

A rotina é fundamental para a criança compreender como funcionam as coisas em casa e com a família – mesmo que isso ainda aconteça de maneira puramente intuitiva. Saber o que vem a seguir dá confiança e segurança ao bebê. Ele precisa entender, por exemplo, que depois da mamada do “almoço” vem a soneca, que após o banho vai mamar novamente e que, quando a luz fica mais difusa, é hora de ir para o berço e adormecer.

+ Quantas horas o bebê precisa dormir em cada fase?

Além disso, quando a mãe tem dificuldade em se organizar pode sentir insegurança, irritação e aquela sensação incômoda de que sempre está em dívida com algo. É claro que não precisa seguir uma rotina 100% regrada, rígida e à prova de contratempos. Aliás, isso nem existe! Porém, os horários definidos ajudam a lidar melhor com os contratempos – e na vida de uma mãe isso é constante.

PUBLICIDADE

Com o cotidiano melhor estruturado, você consegue, inclusive, arrumar tempo para descansar, relaxar, dormir um pouco, tomar um bom banho, ver TV… Tenha sempre em mente que não se trata de bancar a heroína e dar conta de tudo sozinha. BabyHome defende que você peça ajuda sempre que for preciso e aprenda a delegar tarefas. A questão é não gastar energia com preocupações que podem ser evitadas. Reserve-a para o que realmente importa: as brincadeiras e os momentos de interação com o seu bebê.

E mais:

+ Nervosa ou estressada? Dê um tempo a si mesma

+ A importância da naninha para o bebê

+ Banhos de sol são fundamentais

Quer saber mais? Assine a newsletter de BabyHome e receba toda semana mais dicas sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e grátis.

Ei, gostou do conteúdo?
Então não deixe de assinar nossa newsletter e receba os melhores conteúdos sobre gravidez, maternidade e o mundo dos bebês. Além disso, receba grátis também 3 livros infantis em formato de e-book.

    É Gratuito ;)

      Ei, gostou do conteúdo?
      Então não deixe de assinar nossa newsletter e receba os melhores textos sobre gravidez, maternidade e o mundo dos bebês.
      É Gratuito ;)