Identificar as peripécias que o bebê faz dentro da barriga nem sempre é uma tarefa fácil, principalmente para as mães de primeira viagem. Ansiedade, inexperiência e medo são alguns dos fatores que contribuem para essa dificuldade. A partir da 18ª semana muitas mulheres relatam perceber uns “peixinhos nadando no ventre” ou “borboletas batendo asas”, uma atividade diferente que, em certas circunstâncias, pode ser confundida com gases ou roncos no estômago. 

Ela acontece porque os movimentos do bebê deslocam o líquido amniótico. Na realidade, isso ocorre desde a 8ª semana, mas o deslocamento era menor por conta do tamanho diminuto do feto. Na segunda gestação, é normal começar a perceber ele se mexendo antes.

É a partir da 20ª semana, entretanto, que a movimentação do seu filho se torna mais evidente. Quem conhece, sabe: é uma sensação mágica e deliciosa, que pode acontecer a qualquer minuto, quando você menos estiver esperando. Costuma ser bem rápida, mas tranquilize-se: com o passar dos dias você vai ficar expert em identificar as estripulias do seu pequeno no seu útero. Não se preocupe se até a 22ª semana você ainda não sentir esses movimentos – a partir dessa data, converse com seu obstetra para saber se está tudo bem.

Atenção aos movimentos na barriga

Ao relatar a experiência ao obstetra, provavelmente ele vai aconselhar que preste atenção ao ritmo das mexidas e anote-as, na agenda ou no celular, para identificar padrões ou mudanças. É uma ação crucial principalmente para gestações de risco, já que a diminuição dos movimentos pode indicar má oxigenação fetal.

Bebês se mexem mais à noite?

Há a impressão generalizada de que os bebês são mais ativos à noite, mas isso se deve, principalmente, ao fato de que você está mais quieta e o ambiente, silencioso. Algumas crianças se mexem mais, outras menos: evite comparações com os filhos de outras gestantes, para não criar expectativas ou preocupações desnecessárias. Lembre-se: seu médico é a pessoa mais apropriada para esclarecer suas dúvidas. 

Os primeiros movimentos são suaves; alguns se assemelham à uma leve “tremedeira”. Com a evolução da gestação, prepare-se para uma profusão de chutes, cabeçadas e até para ver a sua barriga mudar de formato conforme seu filho se espreguiça ou se estica dentro dela!

E mais:

+ O desenvolvimento do bebê de 20 semanas

+ Menino ou menina: chegou a hora de descobrir!

+ Exames importantes do segundo trimestre

Quer saber mais? Assine nossa newsletter e receba toda semana mais matérias sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e gratuito.