Assim como os sintomas acabam vindo em dose dupla, devido à ação de maior quantidade de hormônios, os cuidados também precisam ser redobrados. O pré-natal de quem está esperando gêmeos costuma ser um pouco mais rigoroso para evitar possíveis complicações e problemas de saúde, como hipertensão, diabetes gestacional, pré-eclâmpsia e hemorragia.

Como a maioria dos casos de gravidez gemelar é decorrente da reprodução assistida, a idade materna comumente mais avançada também intensifica os riscos. Com o acompanhamento correto, no entanto, tudo transcorre bem. Prestes a encarar o último trimestre, toda grávida de gêmeos precisa saber o que vem pela frente.

O que esperar da gravidez múltipla na reta final

Vai ser prematuro?

  • Na maioria dos casos, a gravidez múltipla não alcança a 40ª semana. Mas também não quer dizer que os bebês serão prematuros, já que gêmeos costumam nascer por volta da 36ª e 37ª semana. Trigêmeos chegam entre a 30ª e a 34ª e quadrigêmeos, em geral, vêm ainda mais cedo, entre a 28ª e a 32ª semana. 

Ficará mais tempo no hospital?

  • O baixo peso das crianças ao nascer – menos de 2 kg cada, em média – exige a permanência na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Neonatal imediatamente após o parto. Como esses bebês podem apresentar complicações respiratórias, necessitam de atendimento especial e urgente. Bebês que nascem a partir da 34ª semana têm menos problemas associados à prematuridade, como insuficiência respiratória e retinopatia.

Terá de ser cesárea?

  • Apesar de a cesárea ser mais frequente em casos de múltiplos, o parto vaginal normal também é possível desde que os bebês estejam na posição correta, ou seja, com a cabeça para baixo. Só um dos fetos fica “encaixadinho”, mas, quando ele sair, o outro desce em seguida. Importante: a mãe não pode apresentar nenhuma patologia, como diabetes gestacional e pré-eclâmpsia para o parto natural. 

O ganho de peso é maior?

  • Na gravidez de gêmeos, a variação média de ganho de peso da mãe vai de 10 a 18 kg. A gestação de um só bebê varia de 7 a 12 kg. O conteúdo de líquido no útero também é maior: cerca de 10 litros, contra os 6 litros típicos da gestação de um único feto.

Quais sintomas são mais intensos?

  • Inchaços e câimbras são mais recorrentes e intensos. Procure ingerir bastante líquido e apostar em alimentos ricos em potássio e cálcio, como banana, leite, abacate e espinafre.
  • Capriche na alimentação rica em ferro, por causa do maior risco de desenvolver anemia.

E mais:

+ Atenção à anemia na gravidez

+ Cuidado com o diabetes gestacional

+ Sugestões para tornar a rotina com gêmeos mais fácil

Quer saber mais? Assine nossa newsletter e receba toda semana mais matérias sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e gratuito.

Ei, gostou do conteúdo?
Então não deixe de assinar nossa newsletter e receba os melhores conteúdos sobre gravidez, maternidade e o mundo dos bebês. Além disso, receba grátis também 3 livros infantis em formato de e-book.

    É Gratuito ;)

      Ei, gostou do conteúdo?
      Então não deixe de assinar nossa newsletter e receba os melhores textos sobre gravidez, maternidade e o mundo dos bebês.
      É Gratuito ;)