Quando os seios e a barriga começam a crescer, é hora de olhar para as peças mais confortáveis do guarda-roupas e sair para as compras de roupas de grávida (ou daquelas que se adaptem bem à sua nova silhueta). É óbvio que as escolhas dependem de vários fatores – profissão, necessidade, orçamento, vaidade…

Porém, nenhuma grávida precisa gastar rios de dinheiro para comprar as peças ideais para o novo formato do seu corpo. E, diga-se, as roupas ditas de “gestante” são muito caras. Para ajudá-la nessa missão, BabyHome compilou nove dicas úteis.

PUBLICIDADE

+ 11 sugestões de presente para a grávida

1) Não é tão temporário

Ok, trata-se de um guarda-roupa temporário. Porém, é bom ter em mente que você não vai sair da maternidade com a mesma medida de cintura que tinha antes de engravidar, mesmo no caso de um parto vaginal. O corpo leva, em média, de 9 meses a 1 ano para voltar ao “normal”. Algumas peças serão usadas também no período pós-parto, mesmo as calças. Então, na hora de ir às compras, é importante investir em roupas de qualidade, ou seja, com tecidos bons e duráveis e que possam ser usados não só enquanto você estiver grávida.

2) Quantas peças investir?

Sobre quantidade: conforme já dissemos, cada mulher tem seu estilo e necessidades. Quem não quer gastar muito pode apostar em tons neutros e peças que combinam entre si.

PUBLICIDADE

3) Melhor tipo de blusa

As batas não são a única opção para vesti-la da cintura para cima. Blusas com decote do tipo império (em V), mais soltinhas do busto para baixo, caem muito bem em grávidas, assim como regatas de algodão com lycra ou elastano que se expandem à medida que a barriga aumenta. As camisas também acabam ajudando na fase de amamentação e, por isso, são bastante usadas: basta abrir o botão, sem precisar levantar a blusa inteira.

+ Sapatos: quais as melhores escolhas durante a gravidez?

4) Calças jeans

Uma boa dica é adquirir pelo menos dois jeans para grávidas. As lojas para gestantes têm diversos modelos, com lavagens, cortes e até barras diferentes. Eles contam com uma faixa elástica na cintura para acompanhar o crescimento da barriga sem apertar e, por conterem elastano, se adaptam ao volume crescente do bumbum e das coxas. As que têm faixas que vão até os seios, cobrindo toda a barriga, costumam ser as mais confortáveis.

5) Mais formais

Blazers e camisas podem ser usados abertos, com regatas por baixo, e têm vida longa, inclusive muito depois da gravidez.

+ Lingerie de grávida: como escolher as melhores peças

6) As calças mais confortáveis

Leggings combinam com uma infinidade de peças – inclusive calçados – e são bem confortáveis. Mas precisam ser bem macias na cintura para não apertar a barriga. As de modelo saruel também oferecem bastante conforto.

7) Vestidos que valorizam

Vestidos soltos de tecidos macios como algodão, jérsei ou malha realçam a silhueta sem restringir movimentos. O decote em V valoriza o busto e tira o foco da cintura. Mas, se você quiser ostentar o barrigão, vestidos de malha mais ajustados ao corpo (com elastano, por exemplo) costumam causar boa impressão!

PUBLICIDADE

8) Um pouco por vez

Não precisa comprar tudo de uma só vez: é possível que seu corpo ainda mude bastante daqui em diante. Aliás, não deixe de levar em consideração o seu tipo de silhueta de grávida ao fazer as escolhas: algumas grávidas são magrinhas e só a barriga aparece, outras têm a barriga “espalhada”, há aquelas que não engordam tanto mas incham, existem barrigas baixas, altas e quase emendando nos seios e por aí vai.

9) O que não comprar

Evite: cintos, meias muito compridas que dificultam a circulação do sangue e favorecem o aparecimento de varizes, saltos altos, tecidos encorpados e peças apertadas ou de tecido que não cede.

PUBLICIDADE

E mais:

+ Previna-se contra as varizes

+ 12 dicas para tirar fotos do barrigão

+ Precisamos falar sobre pós-parto

Quer saber mais? Assine a newsletter de BabyHome e receba toda semana mais dicas sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e grátis.

Ei, gostou do conteúdo?
Então não deixe de assinar nossa newsletter e receba os melhores conteúdos sobre gravidez, maternidade e o mundo dos bebês. Além disso, receba grátis também 3 livros infantis em formato de e-book.

    É Gratuito ;)

      Ei, gostou do conteúdo?
      Então não deixe de assinar nossa newsletter e receba os melhores textos sobre gravidez, maternidade e o mundo dos bebês.
      É Gratuito ;)