Oficialmente conhecidas como contrações de Braxton Hicks, também são chamadas de “falsas contrações” porque não indicam que o bebê vai nascer. Elas surgem no segundo ou no terceiro trimestre da gravidez como uma forma de o corpo se preparar para o trabalho de parto. Na verdade, são o resultado das contrações do músculo do útero e fazem com que a musculatura do abdome também endureça. A sensação é a mesma de uma cólica menstrual. Elas receberam esse nome em homenagem a John Braxton Hicks (1823-1897), obstetra inglês que identificou o fenômeno em 1872.

Algumas mulheres podem ficar apavoradas ao senti-las, achando que estão entrando em trabalho de parto, mas existem algumas diferenças básicas entre as duas situações.

4 diferenças entre as contração do parto e as de Braxton Hicks

• As contrações de Braxton Hicks ocorrem apenas algumas vezes por dia e sem intervalos regulares. Quando você estiver entrando em trabalho de parto, sentirá contrações mais regulares e doloridas.

• As “falsas” são curtinhas e não vão aumentando de intensidade. As de “verdade” não param de vir e de provocar cada vez mais incômodo.

• Se você caminha, descansa ou troca de posição, as contrações de treinamento costumam parar. Elas podem surgir devido aos movimentos ou à posição do bebê. As do trabalho de parto continuam ativas.

• As de Braxton Hicks atingem a parte da frente do abdome, enquanto as verdadeiras podem começar na parte de trás e atingir a barriga toda.

Atenção: diante de dor intensa, sangramento, vazamento ou jorro de fluidos pela vagina, entre em contato com seu médico imediatamente.

E mais:

+ Quase lá: veja os sinais que indicam que o parto está próximo

+ Parto prematuro: o que você precisa saber

+ Dor abdominal durante a gravidez

Quer saber mais? Assine nossa newsletter e receba toda semana mais matérias sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e gratuito.