Prepare-se para entrar em uma fase em que você vai se sentir linda, apesar dos quilos ganhos. A gravidez é um momento de muita transformação e também de felicidade e esperança. O resultado disso é um bem enorme para o corpo e para a alma. Com os hormônios a mil, os cabelos se tornam mais sedosos, a pele mais brilhante, as unhas quebram menos, os seios ficam maiores. Mas nem tudo são flores. Para os fios de cabelo brancos ou rebeldes, há poucas soluções. E bate a dúvida: tintura na gravidez está liberada?

Boa parte dos tratamentos é proibida, especialmente nos três primeiros meses. O risco é de uma substância química tóxica entrar na corrente sanguínea pelo couro cabeludo da mãe. Se chegar ao bebê, pode provocar malformações e até leucemia, como já sugeriu um estudo. Além disso, como a grávida fica com a imunidade mais baixa, pode desenvolver alergia a alguns produtos e a maioria dos remédios para combater o problema é proibida para gestantes.

Veja a seguir o que pode e não pode ser feito no salão e em casa. Mas, antes, converse com seu ginecologista. Só ele conhece seu histórico e pode liberar.

+ Pele de grávida: conheça os cuidados necessários

Tintura na gravidez

Os médicos costumam pedir que as grávidas não pintem os cabelos no 1o trimestre, que é quando os riscos para mutações e malformações são maiores. A verdade é que não há estudos suficientes para saber o quanto a tintura faz mal para o bebê. Na dúvida, o melhor é esperar o máximo possível – no 3o trimestre é mais indicado (28 semanas ou mais), ou ao menos depois de 20 semanas de gestação – e usar produtos sem amônia nem metais pesados.

Tonalizante e tintura natural, como as de hena, são mais recomendados na gravidez. Mas veja se não há presença de outros componentes químicos na tinta à base de hena. Tenha cuidado na hora da aplicação. Você deve ficar em um ambiente bem ventilado, para não inspirar os vapores da tintura, e com o produto no cabelo pelo menor tempo. Se for aplicar em casa, use luvas.

Luzes ou mechas

Como elas não têm contato com o couro cabeludo e podem ser feitas com a touca, são mais indicadas como opção para a tintura na gravidez. Faça o procedimento a partir de 20 semanas de gestação e de modo que não pegue na raiz do cabelo. Há médicos que só liberam após as 28 semanas.

+ Grávida pode fazer faxina?

Progressiva e relaxamento no cabelo

Os procedimentos estão proibidos durante toda a gravidez, por conterem substâncias tóxicas ou que podem fazer mal ao bebê, como formol (verifique se ele não aparece com os nomes de formaldeído, poliformol, metil aldeído, formalina, metileno glicol, óxido de metileno, metanal, formalida 40aldeído fórmico, Lysoform, oxometano entre sinônimos), guanidina, tioglicolato de amônia e outras. Portanto, a melhor forma de alisar o cabelo é fazer escova com o secador ou utilizar chapinha.

Selagem

Boa parte das selagens usam formol, portanto, estão proibidas. Alguns tipos fazem uso só de queratina, e estes estão liberados, desde que feitos depois do 1o trimestre e só no comprimento dos fios, sem contato com a raiz. Mas tenha cuidado. Veja se o salão é de confiança (e não põe formol ao produto) e se a composição não leva outras substâncias perigosas, como chumbo ou hidroquinona.

+ Pode tomar café na gravidez?

Hidratar os fios na gravidez

A hidratação do cabelo está permitida, bem como os cremes reparadores de pontas. Xampu e condicionador também não fazem mal.

Botox capilar

Apesar do nome, esse tratamento não leva a toxina botulínica e serve para selar a cutícula dos fios, restaurando e hidratando o cabelo. Como também não tem componentes proibidos para as gestantes, pode ser feito.

E mais:

+ Grávida pode ter contato com gato?

+ Sapatos: quais as melhores escolhas durante a gravidez?

+ Seios: cuidados especiais para adotar desde já

Quer saber mais? Assine a newsletter de BabyHome e receba toda semana mais textos sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e grátis.