A clássica brincadeira do “Cadê o nenê? Achou!” é formidável não só para divertir a criança – e se encantar com a carinha fofa e a risada de contentamento -, mas também para fazer com que a relação mãe e filho evolua para outro nível. Isso porque, quando nasce, o bebê não tem consciência de que ele e a mãe são pessoas diferentes. Em sua cabecinha, acha que ela é uma extensão de seu corpo. Além disso, a criança também não tem ideia de que as coisas podem permanecer no lugar mesmo quando não as vê.

O processo de individualização que começa no sexto mês de vida faz com que essas noções se modifiquem. É por isso que, às vezes, seu filho não quer ir para o colo de outras pessoas e choraminga quando a mãe não está por perto. Esse medo ou ansiedade da separação faz parte do desenvolvimento psíquico e vai se atenuando conforme a criança vai crescendo – e desaparece até os 2 anos de idade.

+ Seu filho está mais grudado em você? É normal

Como atenuar a ansiedade de separação

No entanto, desde já é possível ensinar ao seu bebê que estar longe de você não significa ser abandonado, recorrendo a essa brincadeira de esconde-esconde. Ao esconder o seu rosto ou um brinquedo com uma almofada ou um pano e depois fazer com que “apareça”, o pequeno aprende que uma pessoa ou um objeto existem mesmo que estejam fora do campo de visão. É uma ideia, inclusive, que ajuda a lidar com a ausência das mães quando elas saem para trabalhar.

Com esse tipo de jogo, o bebê adquire uma espécie de senso de segurança: as pessoas de quem gosta “desaparecem” e depois retornam imediatamente, como se ele é que pudesse induzir isso.

Mais uma forma de brincar é esconder-se atrás de uma cadeira, do sofá ou da porta, deixando uma perna ou um braço à mostra como pista, e perguntar “Cadê a mamãe (ou o papai)?” . Quando a criança começar a engatinhar, certamente irá ao seu encontro e vocês se divertirão a valer!

Outra brincadeira estimulante que você pode fazer com o seu filho é embrulhar um brinquedo em um papel e dar para ele desembrulhar. É uma maneira interessante não só de entreter a criança como de mostrar, na prática, o conceito de dentro e fora.

E mais:

+ O que esperar dos próximos meses

+ Momento de sentar sem apoio e pedir colo

+ Como deixar a casa segura para o bebê

Quer saber mais? Assine nossa newsletter e receba toda semana mais matérias sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e gratuito.