Sensação de fraqueza e cansaço, tontura, falta de ar, baixo apetite, dor de cabeça, dificuldade de concentração, palpitações, irritabilidade, palidez e desmaios são alguns sintomas que podem indicar que você está anêmica. É essencial comunicar qualquer um desses indícios ao obstetra o mais depressa possível para evitar complicações.

PUBLICIDADE

A anemia na gravidez pode afetar o desenvolvimento da placenta, aumentar o risco de mortalidade materna e predispor a infecções. Além de nascer prematuro, o bebê corre o risco de vir ao mundo com baixo peso e com complicações neurológicas. O crescimento e o desenvolvimento são afetados.

O que fazer para não ficar anêmica

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 40% das grávidas têm anemia ferropriva, doença que surge pela deficiência de ferro no organismo. O diagnóstico ocorre via análise clínica da gestante e exames físicos e laboratoriais. 

Para evitá-la, inclua alimentos ricos em ferro no seu cardápio diário. Exemplos: fígado, carnes vermelhas (nunca cruas ou mal passadas), lentilhas e folhas de tom verde escuro, como espinafre e couve.

Sua vitamina pré-natal também pode conter ferro. Como a vitamina C ajuda o corpo a absorver o ferro que você ingere nos alimentos, tome um copo de suco de laranja por dia. O médico também pode recomendar suplementação oral.

PUBLICIDADE

E mais:

+ Como lidar com os principais desconfortos do primeiro trimestre

+ Sintomas típicos do segundo trimestre

+ Alimentação na gravidez: comer bem, sim; comer por dois, jamais!

Quer saber mais? Assine nossa newsletter e receba toda semana mais matérias sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e gratuito.

Ei, gostou do conteúdo?
Então não deixe de assinar nossa newsletter e receba os melhores conteúdos sobre gravidez, maternidade e o mundo dos bebês. Além disso, receba grátis também 3 livros infantis em formato de e-book.

    É Gratuito ;)

      Ei, gostou do conteúdo?
      Então não deixe de assinar nossa newsletter e receba os melhores textos sobre gravidez, maternidade e o mundo dos bebês.
      É Gratuito ;)