Na gestação, as defesas do corpo costumam sofrer uma baixa, por conta da ação dos hormônios. Por isso, é preciso dar uma força para aumentar a imunidade e ajudar a prevenir resfriados, gripes e outras doenças na gravidez, que podem fazer mal para a mãe e o bebê. Um corpo saudável, com a imunidade em alta, também se recupera mais rápido de qualquer mal-estar. Confira abaixo como melhorar a resposta às agentes que provocam infecções e evitar doenças.

Sono suficiente

Na gestação, é normal sentir mais sono e você deve respeitar, sempre que possível, essa necessidade do seu corpo. É ele dizendo que está trabalhando demais e precisa dar uma pausa. Procure dormir ao menos sete horas por noite.

Menos estresse

Sim, é difícil não ficar com os nervos à flor da pele com tanta mudança hormonal. Mas o que você deve tentar é se livrar das situações que geram estresse contínuo e procurar um jeito para aliviar a carga mental quando tudo ficar pesado. Isso porque o hormônio cortisol, liberado em situações de estresse, desequilibra o sistema imunológico e deixa o corpo mais susceptível a infecções.

+ Coronavírus, gravidez e amamentação: há perigo?

Vacinas em dia

Mantenha suas vacinas em atualizadas. Grávidas precisam se vacinar contra a Influenza (gripe), tétano e hepatite B. Lembre-se: a vacina é um reforço para aumentar a imunidade principalmente durante a gravidez.

Muita água

Água é crucial para manter o corpo bem hidratado e funcionando perfeitamente. Ela ajuda a retirar as impurezas do corpo e, assim, as células de defesa têm menos agentes com que se preocupar .

Alimentação

Vitamina C

A clássica recomendação para reforçar o sistema imunológico e combater os radicais livres, que atacam as células do organismo. Tente inserir no cardápio acerola, limão, laranja, tangerina, morango, abacaxi e kiwi.

Vegetais verde-escuros

Eles fornecem as vitaminas para as células de defesa se manterem ativas (A, B6 e B12). Aposte em brócolis, couve, espinafre, agrião (eles também contêm ácido fólico, que ajuda a formar glóbulos brancos).

+ Apetite voraz na gravidez? Confira o que colocar ou não no prato

Cebola

Possui quercetina, que reduz as infecções e reforça a imunidade, e antioxidantes, que agem contra os radicais livres. Além disso, ajuda a aumentar as bactérias boas no intestino, o que permite uma melhor absorção de todos os nutrientes e menos infecções.

Alho

Com propriedades antibactericidas e antivirais, devido à alicina, o alho possui ainda vitaminas A, B1, B2 e C, além de nutrientes como selênio e zinco, que reforçam a imunidade.

Gengibre

Além de reduzir o enjoo, e ajudar a melhorar a alimentação da gestante, ele tem ação bactericida, antioxidante e anti-inflamatória.

Castanha-do-Pará

Rica em selênio, que contém propriedades antioxidantes, combate os radicais livres que atacam as células saudáveis do organismo. Outros alimentos que contêm selênio são: semente de girassol, gema de ovo, repolho e queijo, por exemplo.

Iogurte natural

Ajuda na imunidade ao aumentar as bactérias boas no intestino, o que permite um melhor funcionamento (inclusive combate a prisão de ventre) e absorção de nutrientes para reforçar as células de defesa.

Óleo de coco

Aumenta a imunidade e ainda ajuda a controlar a saciedade.

Pescada e salmão

Esses dois e outros peixes, como a sardinha, a anchova e o atum, são ricos em ômega 3, que tem ação anti-inflamatória. Você também encontra essa gordura do bem nas castanhas, nozes, linhaça e chia.

E mais:

+ Alimentação na gravidez: comer bem, mas não por dois

+ Atenção à anemia na gravidez

+ Principais doenças durante a gravidez

Quer saber mais? Assine a newsletter de BabyHome e receba toda semana mais dicas sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e grátis.