Quando o bebê começa a ficar irritado, muitas possibilidades vêm à sua cabeça: fralda suja, fome, cólica, dor… Mas se essa irritação ou agitação vier acompanhada de baba e muita mão na boca, desconfie: pode ser um dente de leite que vem por aí. Com o tempo, você até se acostuma, porque eles sobem um atrás do outro! E provocam muito desconforto e confusão em casa. Mas há algumas maneiras da aliviar a dor do dente que está nascendo. Confira!

 
Publicidade

+ Dentição: tudo o que você precisa saber

1.Mordedor gelado

Morder, morder, morder. Tudo o que o bebê quer nessa fase é coçar a gengiva e ele vai levar à boca o que encontrar pela frente. Pode ser a mão, um brinquedo, seu dedo… Por isso, ofereça mordedores para ele. Alguns vêm com líquido no interior e podem ser levados à geladeira. A superfície fria ajuda a reduzir a sensibilidade da área de erupção do dente, que costuma ficar inflamada e vermelha. Evite levar ao freezer para não queimar as mãos e gengivas do bebê. E verifique se o mordedor é indicado para crianças que já têm vários dentinhos, pelo perigo de se romperem.

+ Por que é importante cuidar da higiene oral desde cedo

2. Colar mordedor

Este é daqueles acessórios que unem praticidade, utilidade e estilo. Depois que a mulher vira mãe, o que menos sobra é tempo para se arrumar, não é? E é importante que a mãe se sinta bonita e se goste, porque isso faz bem para a autoestima e para delimitar um espaço de cuidado com ela.

O colar mordedor é do tipo 2 em 1: ajuda a compor o visual da mãe e serve para o bebê coçar as gengivas e aliviar a dor quando o dente está nascendo (serão muitos meses assim). Ele é feito de silicone, tem peças de tamanhos variados e muito bem amarradas, para que não se soltem quando a criança puxar. E evita puxões de cabelo e nos brincos, mordidas no queixo e na bochecha!

Outra vantagem é que o colar mordedor serve também para distrair a criança enquanto está mamando. Para mães que não aguentam mais que seus filhos puxem seus cabelos ou belisquem seus peitos, faz uma diferença enorme!

 
Publicidade

+ Por que bebês amam sugar pés e mãos

3. Picolé de leite materno

O bebê se alimenta e, de quebra, ainda ganha uma maneira de aliviar a dor do dente que está nascendo. O gelado acalma e deixa a região inflamada menos sensível. Para fazer os picolés, lave bem as mãos e, com a bomba ou manualmente, extraia o leite, coloque nas forminhas esterilizadas e leve ao freezer. Ele pode ficar no congelador por até 15 dias.

+ Como tirar e congelar leite materno

4. Frutas geladas ou cenoura

Oferecer as frutas geladinhas ajuda a aliviar a dor do dente nascendo e é uma forma de o bebê aceitar comer alguma coisa nesses dias de desconforto. Mas você pode usar o truque da cenoura gelada também. Se ele não consegue ainda partir a cenoura crua com os dentinhos, nem arrancar pedaços, ofereça um palito de cenoura (ou ela inteira) para que ele fique mordendo (mas só se você tiver certeza de que ele não vai tirar um pedaço!). O gelado, aliado à consistência dura da cenoura, ajuda a coçar e aliviar o sofrimento. Mas fique ao lado o tempo todo, pois a situação precisa de supervisão.

5. Massagem na gengiva

Com o dedo bem limpo, você pode esfregar suavemente a gengiva do bebê. Se quiser, pode fazer isso com uma compressa de chá de camomila frio, por exemplo (utilize uma gaze). A camomila tem propriedades anti-inflamatórias e que ajudam a acalmar.

+ Baba, baby: é normal o bebê babar tanto?

6. Distração

Não alivia exatamente o desconforto físico, mas ajuda a retirar o foco da dor e do choro. Por isso, capriche! Vale embalar, cantar, fazer rir, contar história, mostrar outros objetos (os bem coloridos costumam dar resultado!).

7. Colar de âmbar

Não é um consenso. Há pais que juram que o colar ajudou a passar pela fase de dentição de forma mais tranquila (inclusive adotando o colar quando a erupção dos dentes já fazia estragos). Há, por outro lado, os médicos que dizem que o colar de âmbar não ter comprovação científica nenhuma. E há também pediatras que permitem o uso, desde que supervisionado, para o bebê não correr o risco de asfixia.

Nesse caso, não serve para o bebê morder. Teoricamente, o âmbar liberaria propriedades anti-inflamatórias, que ajudariam a criança a dormir melhor e sentir menos dor. Se decidir comprar, avalie se o colar suporta puxões, se entre as contas há um nó para evitar que, no caso de rompimento, todas as contas se soltem, e se o tamanho é seguro. E não deixe o bebê dormir com ele sem supervisão. Nesse caso, você pode colocar o colar no pé, como uma tornozeleira, por dentro do pijama, mas com o cuidado de não ficar apertado a ponto de prejudicar a circulação sanguínea.

8. Produtos tópicos

Apenas o pediatra deve receitar o uso de creme, gel ou outro produto tópico para aliviar a dor e o desconforto do dente nascendo (muitos são à base de camomila ou calêndula). Ele também poderá indicar algum medicamento para redução da dor, ao menos para que a criança consiga dormir um pouco quando o incômodo é grande, há febre envolvida e ela não para de chorar.

 
Publicidade

E mais:

+ O que esperar dos próximos seis meses do bebê

+ O que é BLW, o método que ensina o bebê a comer sozinho?

+ A descoberta das mãozinhas

Quer saber mais? Assine a newsletter de BabyHome e receba toda semana mais dicas sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e grátis.