A dor abdominal durante a gravidez é uma queixa comum entre as mulheres e pode surgir desde o início. No 1o trimestre, pode se parecer com uma cólica menstrual e ter a ver com a nidação, ou seja, quando o óvulo já fecundado (zigoto) se fixa na parede do útero. O próprio crescimento do útero também pode dar essa sensação de cólica.

Dor no “pé da barriga”

É possível que você sinta também uma dor na virilha ou no baixo ventre, que pode ser constante e fixa em apenas um dos lados, mas não muito forte. Isso ocorre porque todo o seu corpo está se preparando para o aumento do útero e os ligamentos começam a de distender. É um sintoma que surge mais para o 2o trimestre e, à medida que o bebê cresce, e tudo na barriga da mãe fica mais comprimido, essas dores podem se manifestar mais vezes.

+ Principais doenças durante a gravidez

Alarme falso

Como a digestão está mais lenta, é possível que você sofra com prisão de ventre e gases. Nesses casos, andar um pouco e beber muita água pode aliviar.

No 3o trimestre, você começa a sentir as contrações de treinamento, também chamadas de Braxton Hicks ou falsas, pois não indicam trabalho de parto. 

Quando a dor no abdome é grave?

Na maioria das vezes ela é inofensiva, mas em alguns casos pode indicar um problema sério. Entre os mais comuns estão:

  • Aborto, especialmente no 1o trimestre
  • Gravidez ectópica (o embrião cresce fora do útero)
  • Pré-eclâmpsia
  • Descolamento de placenta
  • Trabalho de parto prematuro
  • Infecção urinária

+ Principais problemas com a placenta na gravidez

Preste atenção nesses sinais

Nunca ignore uma dor abdominal na gravidez se ela for aguda ou persistente. Ligue para o seu médico se ela não passar após alguns minutos de descanso, com os pés para cima, ou se você também tiver qualquer um dos sintomas:

  • Sangramento ou manchas vaginais
  • Corrimento vaginal incomum
  • Febre ou calafrio
  • Dor ou desconforto ao urinar
  • Náusea e vômitos
  • Bebê não se mexe ou diminui muito os movimentos

E mais:

+ Primeiros sintomas de gravidez: saiba o que esperar

+ Sintomas típicos do 2o trimestre

+ Parto prematuro: o que você precisa saber

Quer saber mais? Assine a newsletter de BabyHome e receba toda semana mais dicas sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e grátis.