Além do banho – que, não só limpa, como é um momento incrível para o bebê relaxar e para fortalecer o vínculo com os pais -, a higiene do recém-nascido requer cuidados em outras situações. Veja as dicas para deixar seu filho sempre limpo e cheiroso:

PUBLICIDADE

Troca de fraldas: o 1o passo na higiene do recém-nascido

Se há só xixi, passe algodão com água em temperatura ambiente (no máximo, morna) para retirar a urina. Seque bem a área, com uma fraldinha de pano, e depois coloque a fralda. Caso o bebê tenha feito cocô, retire o excesso de fezes com a própria fralda – sempre de cima para baixo, ou seja, da região genital para o bumbum. Assim, evita o risco de infecção urinária por contato com o cocô, principalmente no caso das meninas.

Se puder, lave o bumbum toda vez que o bebê evacuar – pode usar sabonete líquido hipoalergênico ou próprio para bebês. Se não for possível, use só algodão com água. Os lenços umedecidos não são indicados, pelo risco de alergia – guarde para usar em ocasiões especiais, como passeios.

+ Como prevenir e acabar com as assaduras?

Não se esqueça da pomada de prevenção de assaduras. É bom saber: nos primeiros dias, as meninas podem ter uma secreção vaginal branca ou até mesmo com um pouco de sangue. Não se assuste! Ela ocorre por causa da passagem de hormônios da mãe na gravidez.

Limpeza do umbigo do bebê

Após o corte do cordão umbilical, uma parte de uns 3 cm, em média, permanece. É o coto umbilical, que cai entre 7 e 15 dias de vida. Porém, até lá, ele tem de ser higienizado com rigor a cada troca de fraldas, com cotonete e álcool 70%. O processo não dói, pois o coto não tem terminações nervosas. Os bebês choram por causa do álcool, que é geladinho.

Até 10 dias depois da queda, o local pode ter um pequeno sangramento ou secreção. Continue limpando com cuidado. Não coloque faixas, gazes, moedas, curativos ou outro produto em cima, pois isso pode dificultar a cicatrização. No entanto, se houver mau cheiro, vermelhidão ou muita secreção, procure o pediatra.

PUBLICIDADE

Corte de unhas

Há tesouras com ponta redonda, que são próprias para a higiene do recém-nascido. Evite os cortadores e as tesouras convencionais, pelo risco de cortar as pontas dos dedos, que são muito delicadas. Se estiver com medo, use lixas e tenha cuidado com os movimentos. O ideal é procurar um local bem claro para cortar as unhas, tranquilo e, se der, enquanto a criança dorme. Assim, você evita que ela puxe a mão e se machuque.

Retirada de crostas da cabeça

Muito comum em recém-nascidos, a crosta láctea (é o nome correto) surge no couro cabeludo, nas sobrancelhas, nos cílios, nas orelhas, no rosto e até no bumbum. Ela se parece com a caspa e trata-se, na verdade, de um quadro de dermatite seborreica que ocorre por conta do estímulo das glândulas sebáceas, ainda na gestação, via hormônios da mãe.

+ Como dar banho no bebê nos dias frios?

+ Hora do banho: 10 dicas para colocar em prática já

O problema some sozinho, em um período de seis meses a um ano, mas é bom avisar o pediatra se a pele sangrar ou se as crostas migrarem para outras áreas. Para reduzir a escamação, passe um óleo para bebês ou de amêndoas no couro cabeludo do seu filho e retire as crostas bem devagar, com um pente pequeno ou uma escova macia, antes do banho. Depois, lave com xampu.

PUBLICIDADE

Lavagem do nariz

Essa limpeza é crucial para evitar o acúmulo de impurezas e secreções que contribuem para as infecções, como as gripes e as rinites. Use uma seringa de 10 ml com soro fisiológico. Com cuidado, aplique o soro em uma das narinas – a secreção pode sair pela outra. Pode fazer todos os dias e repetir até que o líquido do nariz saia bem clarinho. Já o aspirador nasal serve para “sugar” a secreção. É uma medida ótima para a criança respirar e até dormir melhor.

Higiene dos ouvidos

Os ouvidos do bebê são muito frágeis, por isso, nada de limpar o cerume (cera), que protege contra a água do banho e as infecções. A higiene no recém-nascido deve ser feita apenas na parte externa, sempre com movimentos para fora, com uma toalha ou hastes flexíveis de algodão.

Higiene bucal

Antes mesmo de nascer o primeiro dente, é importante que você cuide da higiene bucal do bebê, para retirar resíduos de leite, por exemplo. A recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria é passar uma gaze ou pano com água filtrada ou fervida para retirar os resíduos na língua, gengiva e bochecha. Confira mais sobre o assunto aqui.

PUBLICIDADE

E mais:

+ Cuidados básicos com a pele do bebê

+ Precisamos falar sobre… cocô

+ Dentição: tudo o que você precisa saber

Quer saber mais? Assine a newsletter de BabyHome e receba toda semana mais textos sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e grátis.