A partir da 32ª semana, os obstetras recomendam que as gestantes compareçam ao consultório a cada duas semanas, em vez de apenas uma vez por mês. No 9º mês, as consultas podem se tornar semanais. O pré-natal modo intensivo é importante para detectar sinais de infecção, trabalho de parto prematuro ou pré-eclâmpsia. 

Um novo ultrassom será recomendado para analisar o peso do bebê, a evolução do seu desenvolvimento e as condições da placenta e do líquido amniótico.

PUBLICIDADE

Exame de estreptococo do grupo B

Além disso, provavelmente você vai fazer um exame chamado pesquisa de estreptococo do grupo B que, através da cultura da secreção vaginal, aponta a presença ou não dessa bactéria no canal do parto. Se o resultado for positivo, a recomendação de tratamento com antibiótico é fundamental – inclusive, se for necessário, também na maternidade. Isso porque o estreptococo pode causar sérios problemas respiratórios no bebê após o nascimento, mesmo que o parto seja do tipo cesárea. 

PUBLICIDADE

E mais:

+ Roupinhas do bebê: cuidados importantes para tomar

+ Preparando as malas de maternidade

+ Principais problemas com a placenta na gravidez

Quer saber mais? Assine nossa newsletter e receba toda semana mais matérias sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e gratuito.

Ei, gostou do conteúdo?
Então não deixe de assinar nossa newsletter e receba os melhores conteúdos sobre gravidez, maternidade e o mundo dos bebês. Além disso, receba grátis também 3 livros infantis em formato de e-book.

    É Gratuito ;)

      Ei, gostou do conteúdo?
      Então não deixe de assinar nossa newsletter e receba os melhores textos sobre gravidez, maternidade e o mundo dos bebês.
      É Gratuito ;)