Como o sistema imunológico da grávida sofre uma baixa na gestação, para não rejeitar o bebê, vários vírus e bactérias oportunos podem se aproveitar dessa fragilidade. Confira as principais doenças e problemas que podem surgir na gravidez. E lembre-se: nunca tome remédios sem orientação médica, pois o consumo de boa parte deles está proibido na gestação.

Candidíase

Quando a imunidade cai e os hormônios começam a oscilar, o fungo Candida albicans, que faz parta da flora da região genital, pode se procriar além do esperado. Ele provoca sintomas como coceira, vermelhidão, dor ou ardência ao urinar (no final) e corrimento branco. Mas a doença também pode ser assintomática.

É importante que a grávida trate o problema pois, se durante o nascimento o bebê tiver contato com esse fungo (ao passar pelo canal vaginal), pode desenvolver candidíase oral, o popular sapinho. Para reduzir os riscos, prefira calcinhas de algodão, retire o biquíni molhado o quanto antes, use papel higiênico sem perfume e seque bem a região íntima após o banho. Caso ela surja, procure o médico, que vai receitar creme vaginal, e reduza o consumo de doces.

+ Principais problemas com a placenta na gravidez

Infecção urinária

Bastante comum e perigosa, a infecção urinária é uma dessas doenças na gravidez que exige tratamento imediato. Caso contrário, há o risco de levar a um parto prematuro. Além da baixa imunidade, a pressão que o útero faz sobre o sistema urinário facilita esse tipo de infecção. Em geral, ela se caracteriza por dor e ardor ao urinar, sensação de não ter esvaziado a bexiga, vontade de fazer xixi o tempo todo (e sai só um pouquinho), dor no baixo ventre. O problema pode piorar e começar a sair sangue na urina, avançar para os rins e, então, o resto do corpo.

Mas é possível também que a infecção não tenha sintoma nenhum. Por isso, é tão importante fazer o pré-natal direitinho, que pode detectar a infecção nos exames de rotina. Para tentar evitar, tome bastante água, não segure o xixi, use calcinha de algodão, não fique muito tempo com biquínis molhados e urine sempre após o ato sexual. O tratamento consiste em antibióticos recomendados pelo médico.

+ O perigo do citomegalovírus na gestação

Vaginose bacteriana

Esta é outra daquelas doenças comuns na gravidez e que costuma ser confundida com a candidíase. Entre os sintomas possíveis estão secreção vaginal branca ou cinza, com cheiro forte – mas há muitos casos assintomáticos. O estresse, a baixa imunidade e as mudanças hormonais estão na origem do problema. Ele precisa ser diagnosticado e tratado logo, pois há risco de levar a um parto prematuro. A prevenção é semelhante à da candidíase. Tome muita água, use calcinha de algodão, não segure o xixi e não use papel higiênico ou produtos com perfume.

+ Coronavírus, gravidez e amamentação: há perigo?

Gripe e resfriado

É por causa da baixa imunidade que o organismo pode ser mais facilmente atacado. Por isso é importante se vacinar nas campanhas para evitar a gripe. Já os resfriados, que são mais comuns, são difíceis de controlar. Mas, de modo geral, evite ficar em ambientes fechados com pessoas doentes, lave bem as mãos ao voltar da rua, não coce os olhos ou mexa no nariz com as mãos “sujas”. Tenha na bolsa sempre seu frasco de álcool gel.

+ Grávida e gripada: o que fazer?

Capriche na alimentação, especialmente na vitamina C, durma bem, descanse bastante e beba muita água. Não se esqueça de que grávidas precisam de 2 a 3 litros de água por dia. Se, apesar de todos esses cuidados, você ficou gripada ou resfriada, não tome nenhum remédio sem falar com o seu médico. Os antigripais e os descongestionantes nasais estão na lista de itens proibidos.

E mais:

+ Atenção à anemia na gravidez

+ Tratamentos dentários: o que é ou não permitido

+ Sintomas típicos do segundo trimestre

Quer saber mais? Assine a newsletter de BabyHome e receba toda semana mais dicas sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e grátis.

Ei, gostou do conteúdo?
Então não deixe de assinar nossa newsletter e receba os melhores conteúdos sobre gravidez, maternidade e o mundo dos bebês. Além disso, receba grátis também 3 livros infantis em formato de e-book.

    É Gratuito ;)

      Ei, gostou do conteúdo?
      Então não deixe de assinar nossa newsletter e receba os melhores textos sobre gravidez, maternidade e o mundo dos bebês.
      É Gratuito ;)