De modo geral, seis semanas depois do parto é o tempo médio que o útero leva para voltar ao tamanho e ao peso normais (cerca de 50 gramas). Provavelmente, os lóquios (sangramento pós-parto) já devem estar amarelados ou até mesmo cessando, o que em breve vai dispensar o uso de absorventes. Esse é o momento para retornar ao consultório do obstetra para que ele faça uma revisão médica do parto.

PUBLICIDADE

Aproveite para conversar com ele sobre o melhor método contraceptivo para você, já que logo estará apta para retomar sua vida sexual. É preciso considerar que algumas mulheres, mesmo amamentando, continuam a ovular, o que pode confundir o ciclo reprodutivo e, sem proteção, o resultado ser uma nova gravidez.

Perda de peso

Sobre o peso, você já deve ter perdido alguns quilos, certo? Afinal de contas, um ganho de 9 a 10 quilos é normal e relacionado à retenção de água – excetuando, claro, o peso que era referente ao bebê e às estruturas para sustentá-lo. Se você engordou mais do que 10 kg, não se preocupe: a amamentação ajudará a eliminar ao menos uma parte do excedente nos próximos meses (já que promove um gasto de 700 calorias por dia). E, a partir de agora, você já está liberada para fazer exercícios, se teve um parto normal – cesáreas, em média, pedem dois meses de recuperação.

PUBLICIDADE

+ Hora de retornar às atividades físicas

É possível que, em mais alguns meses, você volte ao peso de antes. Mas não se cobre ou se culpe caso os quilos adquiridos na gravidez não forem embora. O emagrecimento também depende de uma boa rotina de sono e de alimentação, além de atividade física. E, com um bebê pequeno, nem sempre isso é possível – falta tempo para os exercícios, as noites são entrecortadas por choro e amamentação e as refeições acabam sendo menos saudáveis do que o esperado…

Ainda que você perca peso, é bem provável que seu corpo não seja mais o mesmo. Ele agora tem uma história diferente, fez um esforço enorme para gerar uma vida e as marcas desse milagre da natureza podem a acompanhar pelo resto da vida, como estrias e uma barriga mais flácida. Não precisa amá-las. Mas tenha orgulho, elas significam muita coisa.

PUBLICIDADE

E mais:

+ Cuide bem da sua alimentação no pós-parto

+ Não descuide de seus relacionamentos

+ Pós-parto: cuide bem de sua recuperação

Quer saber mais? Assine nossa newsletter e receba toda semana mais matérias sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e gratuito.

Ei, gostou do conteúdo?
Então não deixe de assinar nossa newsletter e receba os melhores conteúdos sobre gravidez, maternidade e o mundo dos bebês. Além disso, receba grátis também 3 livros infantis em formato de e-book.

    É Gratuito ;)

      Ei, gostou do conteúdo?
      Então não deixe de assinar nossa newsletter e receba os melhores textos sobre gravidez, maternidade e o mundo dos bebês.
      É Gratuito ;)