Quando você tem muito leite e está longe do bebê ou quando precisa se preparar para sair de casa ou voltar a trabalhar, a bomba de tirar leite pode ser muito útil. Saiba o que observar na hora de comprar a sua

Amamentar é uma escolha, mas oferecer leite materno, exclusivo e em livre demanda até o 6º mês e como complemento à alimentação até 2 anos ou mais, é uma recomendação da Organização Mundial de Saúde e do Unicef. Por isso, muito provavelmente você pode precisar extrair o seu leite em alguma fase do aleitamento materno, seja para retirar o excesso e evitar mastite, para aumentar a produção de leite, para a hora que você precisar voltar ao trabalho, para doar…

Bomba de tirar leite materno: como escolher a melhor?
Foto: Shutterstock

Por causa dessas diversas funções, cada vez mais o acessório vem se transformando em um coadjuvante para ajudar no aleitamento materno. Mas, com tantas marcas e modelos que surgiram no mercado nos últimos anos, como saber qual comprar? O que é preciso levar em consideração na hora da escolha? Nós conversamos com a enfermeira obstétrica, especialista em amamentação, Karina Cristina, de São Paulo, para esclarecer todas as dúvidas. Confira: 

Quando utilizar uma bomba de tirar leite?

Ela pode ser usada em vários momentos:

Publicidade

Ordenha de alívio: Geralmente, no momento da apojadura, que é a descida do leite, a produção pode ser maior do que a sucção do bebê. Isso acontece até por volta do 3º ao 5º dia após o parto. Como leva alguns dias para o corpo entender a necessidade do recém-nascido, o excesso de leite pode ocasionar um processo inflamatório na mama, também chamado de mastite. Nesse caso, é indicada a extração do leite materno manualmente ou com a bomba, que facilita o processo. “Nesse período só é preciso ter cuidado para não ordenhar muito e acabar aumentando a produção de leite desnecessariamente”, adverte Karina.

Para estimular a produção de leite: Nada é tão perfeito para este fim quanto a sucção do bebê, mas há casos em que é preciso estimular a produção de leite e a bomba acaba sendo um bom facilitador. Vale lembrar que quanto mais leite sair da mama, mais ela produzirá, pois a mama é fábrica, não estoque.  

Para voltar à rotina: Se a mãe precisar se ausentar, não necessariamente para o trabalho, mas uma saída mais longa em que a criança precisará ser alimentada por outra pessoa, ela precisa extrair o leite. A retirada com a bomba acaba sendo rápida e eficaz. Na volta ao trabalho, caso o desejo da mãe seja o de oferecer o seu leite, ela também terá papel fundamental. 

Para doar leite materno: Há mães que têm muito leite ou simplesmente querem doar para alimentar outras crianças. Aliás, este é um ato de amor que salva vidas. A forma mais rápida e fácil para isso acontecer é a extração do leite com a ajuda da bomba.

A partir de quando a bomba de tirar leite pode ser usada?

Pode acontecer dias após o parto, durante a ordenha de alívio, no período da apojadura. Também há casos de bebês prematuros ou com alguma patologia, que não conseguem fazer a sucção. Então, o leite materno deve ser oferecido fora da mama, com colheres próprias ou em copinhos. Nesse caso, a bomba ajuda não só a retirar o leite para alimentar o bebê, como também a evitar que o leite seque por falta de estímulo de sucção. 

Babá eletrônica: qual comprar?

Quando a bomba de tirar leite deve ser comprada? Ela deve fazer parte do enxoval?

Depende. “Se a mãe tem uma condição socioeconômica favorável e a amamentação é importante para ela, eu indico comprar antes de o bebê nascer”, aconselha Karina. Já se ela quiser esperar para ver se realmente o acessório vai ser útil, é melhor fazer a compra quando sentir necessidade como, por exemplo, na volta ao trabalho. “Vale o investimento porque é um item útil para quem quer oferecer o melhor alimento que existe para o filho, mesmo quando, por algum motivo, não vai estar por perto dele”, diz Karina. 

Extrator de Leite Materno Manual Harmony Flex – Medela

Quais são os tipos de bombas de leite existentes no mercado?

Bomba manual
Há vários modelos, desde aquelas mais antigas, que lembram o formato de uma buzina, até modelos mais novos que se ajustam mais facilmente à mama e não machucam o bico do seio. Este tipo depende bastante da habilidade da mãe em conseguir fazer a extração e, geralmente, demora mais tempo para retirar o leite porque todo o processo é feito manualmente.
 

Bomba elétrica
Tem um motor que pode estar conectado direto ao bocal do frasco ou a um extensor. A bomba elétrica mantém o ritmo da retirada, é mais prática, rápida e eficaz. 

Bomba elétrica dupla
Vem com dois frascos e conectores que permitem que você consiga fazer a retirada do leite nas duas mamas ao mesmo tempo. Isso acaba facilitando principalmente para quem é mãe de gêmeos e não pode perder muito tempo esperando retirar de uma mama, e depois da outra. 

Kit Camisolas de Amamentar + Robe Pós Parto Gestante – Doce Mamãe

Qual a melhor: bomba manual ou elétrica?

A elétrica, pois ela retira o leite mais rápido e com eficiência. A bomba manual depende muito da habilidade da mãe e com certeza vai levar mais tempo para retirar a mesma quantidade do que a outra. No entanto, costuma ter um preço mais acessível. 

O que é imprescindível saber antes de comprar uma bomba de tirar leite?

Segundo Karina, muita gente não sabe, mas a bomba de tirar leite, assim como o sutiã, tem numeração adequada para cada tamanho de seio. O que mais se adapta à maioria das mamas é o tamanho 24, que seria o indicado para uma mama média. Quem tem o seio pequeno deve escolher um número menor. Já quem tem muito seio deve pensar nos números maiores. “Se o bocal é pequeno e o mamilo é grande e vice-versa, a mãe pode ter dificuldade de retirar ou pode até machucar porque não vai ter um ajuste perfeito na aréola”, esclarece Karina.  

O que levar em consideração, antes de escolher uma bomba?

A primeira coisa é pesquisar sobre ela e, se possível, ouvir relatos de outras mães para tentar descobrir a eficiência do modelo de que você gostou. Se for escolher uma bomba elétrica, preste bastante atenção na velocidade. Quanto mais rápida a bomba, menos tempo você levará para retirar o leite. “Existem até modelos que fazem massagem na mama enquanto extraem o leite”, diz a especialista. 

Como saber se uma bomba é de boa qualidade?

Como há diversas marcas, Karina indica comprar as mais conhecidas, vendidas aqui no Brasil. “Hoje você encontra inúmeras bombas, inclusive em sites chineses, mas não dá para saber se são boas ou não. É mais difícil errar quando você escolhe marcas consagradas, das quais você já ouvir falar”, adverte.

Todas as bombas são feitas de plástico?

Sim, mas algumas têm borda de silicone para melhorar o encaixe da aréola. Observe sempre a densidade do plástico para ter certeza de que é resistente e, caso caia no chão, não rache ou quebre fácil. Também é importante que o produto seja BPA free, livre de bisfenol A, que pode trazer prejuízos para a saúde. 

Qual modelo é mais fácil de lavar, já que é importante não ficar nenhum resíduo de leite no acessório?

Os modelos que são mais desmontáveis são sempre os melhores para a limpeza, porque dá para passar a bucha ou escovinha própria em todos os cantinhos. O acessório deve sempre ser lavado após o uso com detergente neutro e depois esterilizado por cerca de 15 minutos no esterilizador ou com água fervente.

A bomba de tirar leite costuma ser usada por bastante tempo?

Isso é bem variável. “Se a mãe for usá-la para ordenha de alívio, por exemplo, a bomba terá uma vida útil de poucos dias”, diz a consultora. Logo a produção se estabiliza e você não precisará mais da bomba para esse fim. “Já se a mulher quiser sempre oferecer seu leite para criança até os 2 anos ou mais, depois de voltar à rotina, ela pode ser útil por todo esse tempo”, informa Karina.  

As bombas de tirar leite são barulhentas?

Segundo Karina, as marcas que são vendidas no Brasil têm um som completamente suportável e fraco, que não incomoda e nem acorda o bebê, por exemplo. “Hoje temos muitas opções. Só precisa comprar de marcas que você conhece e são consagradas”, alerta Karina. 

As bombas elétricas necessitam de manutenção?

É preciso ter cuidado na hora de manusear para não deixar cair no chão e correr o risco de rachar, por exemplo. Mas, geralmente, a bomba não necessita de manutenção. Tanto que há lojas que alugam o acessório, que acaba sendo usado por diversas mães. As mulheres também costumam vender para outras mães depois do desmame. Ou seja, é um produto durável. 

Ninho Redutor de Berço Quadrado e Almofada Amamentar – Lika Baby

Que tipos de acessórios vem junto com as bombas ou podem ser comprados à parte?

Varia muito de acordo com o modelo. Tem marcas que vêm com frascos para armazenar e até frasqueira própria para guardar e proteger. Mas isso também pode ser comprado separadamente. Existem também tops de extração (esses geralmente são comprados separadamente). No caso de quem usa a bomba elétrica, dá para deixá-la presa, sem precisar segurar com as mãos. 

A bomba de tirar leite pode machucar as mamas?

Qualquer bomba de extração pode lesionar a auréola, se não for usada corretamente. Por isso, é importante acertar o modelo do bocal, que seja adequado para o tamanho e anatomia da mama. Importante: se durante a extração a mulher sentir dor, é porque o acessório não está bem ajustado. Pare na hora, ajuste novamente, mas se o problema persistir, talvez a bomba não seja a mais adequada para você. Avalie se é preciso trocar. 

Aqui, algumas sugestões:

1. Bomba tira-leite materno automática smart,  G-Tech – Compacta, é livre de bisfenol A (bpa) e possui quatro níveis de ajuste de sucção. Tem ainda uma capa de silicone para proteger o seio. 

Bomba Tira-leite Materno Elétrica – G-Tech

2. Extrator de leite manual, Fisher PriceA bomba é ergonômica e possui peças desmontáveis. É portátil para levar onde precisar. Vem com tampa de proteção e almofada de silicone macia.  

Extrator de Leite Manual BB321 – Fisher Price

3. Extrator de leite materno elétrico swing Maxi Flex, MedelaCom ela dá para extrair até 18% mais de leite e até 2 vezes mais rápido que a extração simples. Tem 18 níveis de vácuo, 9 níveis na fase de estimulação e mais 9 na de extração. 

Extrator de Leite Elétrico Swing Flex – Medela

 

MAIS BOMBAS TIRA LEITE PARA VOCÊ ESCOLHER

Publicidade

2 thoughts on “Bomba de tirar leite: como escolher a melhor?

  1. Pingback: Mãe posta foto de leite materno com cor diferente depois de ter covid-19 e médico explica - BabyHome

  2. Pingback: Peitolândia: você já ouviu falar em apojadura? - BabyHome

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.