Natália Lima, doula e instrutora de pilates da Tatva, embaixadora de BabyHome, fala sobre a importância da prática de atividades físicas, como o Pilates, na gravidez

A gravidez é um período delicado. Por isso, ao longo dos nove meses, muitas gestantes param de fazer exercícios físicos com medo de prejudicar o bebê. Entretanto, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda para as mulheres grávidas: exercícios físicos devem ser praticados por pelo menos 30 minutos diários. A não, ser, é claro, que exista algum risco para a saúde da mãe e do bebê. Isso quem vai dizer é o profissional de saúde que acompanha o pré-natal. A recomendação é reforçada pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia.

+ Exercícios na gestação: quais são os mais indicados?

Grávidas: exercícios físicos por pelo menos 30 minutos diários

Durante a gestação, surgem diversas mudanças e desconfortos no corpo da mulher, como aumento de peso, dores nas articulações, dificuldades respiratórias, problemas circulatórios, entre outros. Uma das principais alterações é o desequilíbrio do assoalho pélvico, que é o grupo de músculos e ligamentos que sustentam os órgãos abdominais e pélvicos. Isso acontece porque a musculatura dessa região fica sobrecarregada pelo aumento de peso do útero e a mudança do centro de gravidade.

Praticar atividades de baixo impacto e que não forcem as articulações das gestantes, como Pilates, por exemplo, pode ajudar a melhorar essas sensações e desconfortos, além de prevenir diabetes gestacional e pré-eclâmpsia, aumentando as chances de um parto normal. Vale a pena!

As mulheres que já praticavam exercícios físicos antes de engravidar podem ter mais facilidade. Se não for o seu caso, é importante conversar com o profissional de saúde e com o profissional de educação física para entender quais são as melhores formas de iniciar.

Um bom condicionamento físico, além de preparar o corpo para a gestação, pode ajudar na recuperação pós-parto. Ah, se puder, para um melhor resultado, continue os exercícios após o período da quarentena (ou quando seu médico liberar).

Natália Lima, doula, instrutora de Pilates e embaixadora BabyHome

E mais:

+ Adote hábitos saudáveis desde o começo da gestação!

+ Sintomas difíceis da gravidez: alimentação pode aliviar

+ Alergia alimentar em bebê: como identificar e tratar

Quer saber mais? Assine a newsletter de BabyHome e receba toda semana mais dicas sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e grátis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *