Quando você imaginava que já estava dominando melhor a situação com seu bebê, vem a introdução alimentar e abre um leque enorme de novas dúvidas. Melhor começar com frutas ou papinha? Apresenta separado ou tudo junto? Qual a consistência ideal? Precisa de sal? E aí surge uma questão que vai acompanhá-la pelo próximo ano e meio, pelo menos: o que posso oferecer para o meu filho? Há alimentos proibidos para os bebês? O que pode fazer parte do cardápio?

Publicidade

A regra principal é pensar que o objetivo final é o seu filho comer o mesmo prato da família. Há pediatras que pedem que isso seja feito desde os primeiros meses – com adaptações, claro, no cardápio familiar, que tem de ser bem saudável e com pouquíssimo sal. Outros orientam esperar um pouco, por causa do sal. Mas há alimentos que tendem a causar mais alergia aos bebês e só devem ser apresentados mais tarde, quando os sistemas digestivo e de defesa estiverem mais maduros. Veja quais são os alimentos proibidos para os bebês com menos de 1 ano:

1) Mel

Este é um dos principais alimentos proibidos pois pode conter bactérias que provocam o botulismo e, como as defesas do bebê ainda estão se formando, não conseguem reagir a esse ataque. O mel também pode provocar alergia e levar ao fechamento da glote.

2) Leite de vaca

A proteína do leite de vaca não costuma ser bem tolerada pelo sistema digestivo ainda em amadurecimento dos bebês. Além de irritar a mucosa do intestino, podendo provocar alergia grave, não contém taxas adequadas de ferro. Evite também derivados como queijo.

3) Doces

Já se comprovou que a ingestão precoce de açúcar pode predispor seu filho à obesidade, diabetes e cáries. E ainda deixá-lo mais agitado. Alguns doces, como a bolacha recheada, também são ricos em gordura trans. Se puder, introduza o açúcar só depois dos 2 anos, e com muita moderação.

Publicidade

+ Quando introduzir papinhas e outros alimentos?

4) Frutos do mar

Este é um daqueles alimentos proibidos para muitas pessoas adultas, quem dirá para o bebê! Eles têm alto potencial de provocar alergia e intoxicação. Evite camarão, lula, ostra, marisco… Peixe está liberado, desde que não seja cru.

5) Amendoim e castanhas

Na mesma lista do amendoim e castanhas, entram também amêndoa, nozes, pistache, avelã… Além de serem muito duros e poderem provocar engasgo, são altamente alergênicos e podem conter fungos que levam à intoxicação. Fuja!

6) Embutidos e outros industrializados

A quantidade de conservantes e outros aditivos químicos dos embutidos e industrializados é uma bomba para seu pequeno. Isso sem falar nas altas taxas de sal, gordura e açúcar. Tire do cardápio salsichas, presuntos, salames e tudo o que o rótulo mostrar que tem muito aditivo.

7) Café

O café inibe a absorção de alguns nutrientes e excita o sistema nervoso.  

8) Refrigerantes e sucos de caixinha ou lata

As altas doses de açúcar, os conservantes e os outros produtos químicos adicionados são o problema. Isso vale para refrigerantes mas também para os sucos de caixinha ou lata, que parecem mais saudáveis. Prefira oferecer fruta in natura.

9) Achocolatado

Parece inocente quando combinado ao leite, mas tem muito açúcar e aditivos químicos.

Publicidade

10) Adoçantes

Sacarina e ciclamato de sódio são um perigo para as crianças e podem sobrecarregar os rins. Se precisar realmente adoçar algo, use geleia sem açúcar ou frutas secas (como uva passa triturada).

11) Chás

Ricos em taninos, os chás dificultam os movimentos digestivos do bebê.

12) Morango e kiwi

Entre as frutas, morango e kiwi são as que mais têm probabilidade de provocar alergias.

E mais:

+ Como variar a alimentação do bebê

+ O que é BLW, o método que ensina o bebê a comer sozinho?

+ Quanto oferecer de água para o bebê por dia?

Quer saber mais? Assine a newsletter de BabyHome e receba toda semana mais matérias sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e gratuito.