Bem, se os seus sintomas dão muita bandeira (disfarçar enjoos é bem complicado), provavelmente muita gente já reparou no seu “estado interessante”. A decisão de quando contar que está grávida é toda sua e do pai do bebê. Até porque é muito difícil resistir à tentação de não espalhar uma novidade dessas. Mas o que alguns médicos recomendam é esperar até o fim da 12ª semana de gravidez para revelar, pois assim já passou o maior risco de aborto.

PUBLICIDADE

Vantagens x desvantagens

Portanto, aguardar esse prazo, mesmo a contragosto, pode evitar chateações e poupar o casal de dar explicações caso nem tudo corra bem com o desenvolvimento do feto. Segundo estatísticas mundiais, cerca de 20% das gestações terminam em aborto espontâneo. Desse número, 80% são interrompidas até a 12ª semana por causa genética. É uma forma natural de prevenir que a criança nasça com problemas. Depois da 15ª semana, o perigo de abortamento fica praticamente nulo.

+ 11 sugestões de presente para a grávida

Por outro lado, se você tiver alguma complicação, certamente vai querer as pessoas mais queridas por perto, para receber apoio. Sem falar que, mesmo numa gestação tranquila e saudável, os hormônios vão estar a mil. Ou seja, os momentos de choro aparecem e, nessas horas, ter quem a ouça faz toda a diferença. Escolher uma amiga que tenha filho para contar logo no comecinho ajuda a aplacar dúvidas e medos tão comuns. Por isso, quando contar para os pais, alguns familiares e amigos mais íntimos é uma decisão bem pessoal da grávida e do pai do bebê (e muitos preferem abrir o jogo apenas para um círculo bem íntimo).

PUBLICIDADE

Quando contar que está grávida no trabalho?

Não há na lei um prazo estipulado sobre quando contar a sua ou seu chefe que você está grávida. Mas como você terá de marcar algumas consultas de pré-natal – e tem direito a faltar ao trabalho – ou pode também passar mal eventualmente (uma indisposição, um enjoo mais forte, uma queda de pressão), o melhor é falar com ela ou ele o quanto antes, e pedir discrição se for o caso. Principalmente se o seu trabalho oferece algum risco para o bebê. Vai ser melhor ele descobrir por você do que por fofoca ou dedução. E, assim, vocês também começam a combinar uma transição com calma para quem vai ficar com suas funções durante a licença-maternidade.

+ 14 ideias para um chá de revelação lindo e emocionante

Para seus colegas de trabalho, você pode falar depois das 12 semanas. Aliás, ao terminar o primeiro trimestre você tem sinal verde para compartilhar a felicidade de ter um bebê com os demais familiares, amigos, vizinhos, redes sociais… Não importa se você faz a linha discreta ou é festeira: anunciar a chegada de uma nova vida merece uma linda comemoração.

Na próxima semana, você encerra o primeiro trimestre, considerado o mais delicado de todos. É uma fase em que os incômodos cessam – ou pelo menos dão um tempo. Aproveite!

PUBLICIDADE

E mais:

+ Comece a planejar o chá de bebê

+ Como montar a lista de enxoval do bebê

+ Quartinho do bebê: como montar um ambiente acolhedor

Quer saber mais? Assine a newsletter de BabyHome e receba toda semana mais dicas sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e grátis.

Ei, gostou do conteúdo?
Então não deixe de assinar nossa newsletter e receba os melhores conteúdos sobre gravidez, maternidade e o mundo dos bebês. Além disso, receba grátis também 3 livros infantis em formato de e-book.

    É Gratuito ;)

      Ei, gostou do conteúdo?
      Então não deixe de assinar nossa newsletter e receba os melhores textos sobre gravidez, maternidade e o mundo dos bebês.
      É Gratuito ;)