Ser mãe é um objetivo, um sonho, um projeto de vida para muitas mulheres. Entretanto, não é porque você atingiu essa meta com pleno sucesso – e o bebê fofo e saudável em seus braços é a prova viva disso! – que precisa colocar seus relacionamentos interpessoais em segundo plano.

Primeira sessão grátis Cupom: babyhome100

A maternidade “suga” as energias. Cuidar de um recém-nascido, ainda mais no caso de mulheres inexperientes, requer tempo, esforço, noites mal dormidas e dedicação em tempo integral. No entanto, tente não se descuidar das suas outras relações, porque elas vão te fazer muito bem e podem ser o apoio que tanto está precisando: com o parceiro, com seus pais, suas amigas, seus filhos mais velhos.

 

O que você pode fazer

Valorize o tempo que passam juntos, mesmo que seja escasso, e procure conversar com eles sobre outros assuntos além do recém-nascido. Interesse-se por suas questões, seu dia a dia, seus desejos e necessidades, ainda que não possa ajudá-los ou atendê-los da maneira que esperam, pelo menos nessa fase mais delicada. Ser empática e ouvir ajuda bastante, assim como incluí-los em algumas tarefas rotineiras.

E, principalmente, não negligencie a si mesma. Por mais exausta que esteja, invista em si mesma, na sua autoestima e no seu bem-estar. Tente dormir para descansar, tomar um banho demorado deixando o bebê aos cuidados de outra pessoa, assistir a um filme de que goste, ler um livro (mesmo que uma página por dia!), usar um sabonete diferente e perfumado no banho, vestir uma roupa confortável, mas bonita. Ao se tratar com carinho, você fica bem para lidar melhor com os demais.

E, muito importante: não se cobre ou se culpe se não conseguir. Se agora parece impossível dar atenção a qualquer outra coisa que não sejam as demandas do bebê, vá introduzindo esses cuidados com você e seus relacionamentos aos poucos. Lembre-se: só vai te fazer bem!

Primeira sessão grátis Cupom: babyhome100

E mais:

+ Relacionamento a dois: retome a vida sexual com tranquilidade

+ O vínculo entre pai e bebê

+ Baby blues x depressão pós-parto: entenda as diferenças

Quer saber mais? Assine nossa newsletter e receba toda semana mais matérias sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e gratuito.