Aos 4 meses, o bebê já estende as mãos para pegar brinquedos e ser pego no colo. E, como você já deve ter percebido, gosta mais de gente do que de objetos: sorri espontaneamente para você e segue com os olhos a movimentação dos irmãos mais velhos, da avó, das visitas em sua casa. E, claro, adora brincar e perceber que suas gracinhas fazem sucesso!

Por mais paradoxal que pareça, à medida que a criança amplia o repertório de gracinhas sedutoras para cima dos adultos, é possível que comece a estranhar pessoas desconhecidas ou com as quais não convive tanto. Não precisa se preocupar: trata-se de uma atitude normal da evolução, necessária para o desenvolvimento emocional.

Ansiedade de separação

Essa reação é sinal de que o bebê está começando a entender que é uma pessoa separada da mãe. Então, tem uma sensação de medo de ficar sem ela e pode começar a chorar se alguém o pega no colo ou se perde a mãe de vista, mesmo que por segundos durante uma brincadeira – é a chamada ansiedade ou angústia de separação. Esse estranhamento, justamente, é mais comum com outras mulheres.

Para atenuar essa sensação de insegurança, é sempre bom falar para o bebê, ao sair para fazer algo, coisas como “a mamãe só vai até ali a já volta” e dar tchau. Tenha paciência e dê muito carinho, trata-se de uma fase que passa.

E mais:

+ Seu filho está mais grudado em você? É normal

+ Com quem deixar o bebê: babá ou na creche?

+ Seu filho pronto para os movimentos de rolar

Quer saber mais? Assine nossa newsletter e receba toda semana mais matérias sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e gratuito.