Comprido como uma cenoura e com braços e pernas mais proporcionais, seu filho já mede, mais ou menos, 27,8 cm com 22 semanas de gravidez. Ele fica mais ativo dia após dia: chuta (você já deve sentir!), se espreguiça, agarra o cordão umbilical, chupa o polegar, aperta aos mãozinhas, move os pés… Uma festa! 

22 semanas de gravidez: o desenvolvimento do bebê
Foto: Shutterstock

O pâncreas, órgão fundamental para a produção de hormônios, vem se formando, assim como os primeiros dentes surgem sob a gengiva. A cada semana seu bebê ganha tecido adiposo, formando o corpinho macio que você vai carregar nos braços muito em breve!

+ Como aumentar a imunidade na gravidez

22 semanas de gravidez: preparando a digestão

Enquanto cresce, seu filho prepara o organismo para a vida do lado de fora. Por enquanto, a única coisa que ele engole é o líquido amniótico, como uma forma de treinamento mesmo. Aos poucos, ele vai aprendendo – e o sistema digestivo também. Por enquanto, isso vai se acumulando no intestino e dá origem ao primeiro cocô, que ele deve fazer logo que nascer: o chamado mecônio. É uma substância pastosa e bem escura, semelhante a uma graxa. Depois, conforme o bebê for mamando, o cocô se transforma e ganha outra cor e outra consistência. Vá se acostumando porque falar de cocô será normal, depois que o seu filho nascer… 

Publicidade

As papilas gustativas são minúsculas, mas já começam a funcionar. A essa altura, com 22 semanas de gravidez, o sabor do líquido amniótico pode ser influenciado por alguns alimentos ingeridos pela mãe. Por isso, essa é a hora certa para caprichar numa alimentação saudável e variada. Isso ajudará seu filho a aceitar e gostar de diferentes comidas na introdução alimentar – e na vida toda!

Seu corpo com 22 semanas de gravidez

A barriga está cada vez maior e mais evidente e, com isso, chegam os palpites – sobretudo os que você não pediu. Basta começar uma atividade simples, como faxina em casa, por exemplo, para ouvir que isso é perigoso e que você não deveria se esforçar. Vamos combinar que é uma boa desculpa, de vez em quando, não é? Mas os palpites, embora, na maioria das vezes, sejam excesso de carinho e preocupação, podem irritar. Principalmente porque os hormônios podem nos deixar com os nervos à flor da pele. Respire, relaxe e encha-se de informação para poder responder com propriedade. A princípio, grávida pode fazer faxina, sim, mas alguns tipos de esforços, como arrastar móveis pesados ou subir em escadas muito altas para limpar vidros, por exemplo, devem ser evitados em alguns períodos. Aqui tem uma matéria completa sobre o assunto.

Ah, e se você tem outras dúvidas sobre atividades que podem ou não ser praticadas durante a gestação, sem prejudicar sua saúde ou a saúde do seu bebê, não deixe de baixar o nosso livro, “Os 500 PODE e NÃO PODE da gravidez”. Lá, você encontra tudo – e mais um pouco!

Já escolheu o berço?

Como você já passou da metade da gestação, a realidade de estar com o bebê nos braços fica mais perto. É importante, ao menos, começar a pesquisar os itens mais pesados do enxoval, para organizar melhor o tempo e as finanças. Você já decidiu, por exemplo, se vai adquirir um berço? Mais do que pensar em um item bonito, para compor a decoração do quarto dos sonhos, é importante considerar alguns aspectos, como a rotina da família, o espaço disponível, o orçamento, se você vai querer que o bebê durma perto da sua cama ou não e mais. Para você não errar na escolha, preparamos um guia com todas as respostas sobre a escolha do berço do bebê. Veja aqui!

+ O desenvolvimento do bebê de 23 semanas

+ Como aliviar as cãibras nas pernas?

+ Sapatos: quais as melhores escolhas na gravidez?

+ Quer saber mais? Assine nossa newsletter e receba toda semana mais matérias sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e gratuito!

Publicidade