Quem tem criança em casa precisa se preparar para tudo. Quedas, acidentes, machucados… Tudo isso acontece com mais frequência do que os pais gostariam. Quanto mais preparado você estiver, melhor. Aqui, uma lista de tudo o que você precisa para montar um kit de primeiros-socorros completo

Por mais cuidado que se tome, não tem jeito. As crianças caem, se machucam, escorregam, arranham, batem, ficam doentes… E tudo isso faz parte da infância! O que faz a diferença nessa hora, além da prevenção, é ter à mão alguns itens que facilitem os primeiros cuidados. Por isso, selecionamos algumas dicas da enfermeira emergencista Patt Sanches, autora da página @minicuidados, especialista no assunto. 

+ Como evitar acidentes domésticos: 14 itens de segurança para o bebê

Kit de primeiros-socorros: o que você precisa ter
Foto: Pixabay/ Pexels

“Não basta ter um kit de primeiros-socorros em casa. É preciso saber usá-lo, encontrá-lo em casa e lembrar de repor os materiais lá dentro, à medida que for usando”, lembra Patt.

Vamos aos itens? 

* As fotos e links de produtos são clicáveis. Você pode ir direto para a loja para comprar

Os seis produtos essenciais, segundo a enfermeira, são: 

Maleta para kit de primeiros-socorros
Maleta para montar o kit de primeiros-socorros

Gazes estéreis

Feitas de algodão, elas têm alto poder de absorção. Tenha sempre dois ou três pacotinhos em casa. Elas servem para absorver sangue ou secreções, proteger ferida aberta de infecções, manter a ferida úmida ou seca (dependendo da necessidade). friccionar suavemente alguma ferida durante a limpeza, ajudar na compressão de alguma hemorragia. 

Atadura crepe

Com elasticidade, mantém o local machucado aquecido e se adapta bem a diferentes superfícies do corpo. Serve para controlar sangramentos, proteger áreas lesionadas, cobrir curativos e mantê-los no lugar, restringir movimentos, favorecer a circulação de um membro ou apoiar um membro afetado. Tenha dois rolinhos no kit de primeiros-socorros.

Atadura crepe para kit de primeiros-socorros
Atadura crepe

+ Higiene do recém-nascido: tudo o que você precisa saber

Pinça só para o kit de primeiros-socorros

O instrumento, que deve ser mantido sempre limpo, é excelente para remover espinhos, farpas, cacos de vidro e outros fragmentos que podem entrar na pele do seu filho por acidente. Existem vários modelos diferentes, mas um simples resolve. É só deixá-lo sempre higienizado e separado no kit, só para essa finalidade. Ah, e certifique-se de que não tenha ferrugem, tá? Antes de usar, sempre passe álcool 70% na pinça e espere secar. Depois de tirar a farpa, caco ou espinho, lave o local com água e sabão para não infeccionar. 

Curativo adesivo

Importantíssimo ter, não só no kit de primeiros socorros, mas carregar alguns na bolsa também ou na mochila. Os adesivos são flexíveis, têm cola nas pontas e uma almofadinha no meio, com pequenos furinhos, para não grudar no local específico do corte ou do machucado. Serve para proteger a ferida de sujeiras, estancar pequenos sangramentos, evitar que a ferida raspe em outras superfícies, como lençóis, toalhas e roupas e proteger calosidades ou áreas sensíveis, como dedos, calcanhares, etc. Hoje tem modelos de várias cores, tamanhos e até versões estampadas, que facilitam os cuidados com os pequenos. Tenha sempre uma caixinha, ao menos. 

Curativo adesivo com desenhos
Curativo adesivo 

Ampola de soro fisiológico

As ampolas pequenas, com 5 ou 10 ml, são boas porque os produtos que vêm em embalagens maiores têm um tempo de vencimento curto depois de abertos. O soro, como explica Patt, é uma solução isotônica ao nosso sangue, ou seja, tem a mesma pressão osmótica. O soro é composto por 900 mg de cloreto de sódio para cada 100 ml de água, mesma concentração de sal das células do nosso corpo. Pode ser útil para remover poeira, areia ou pequenas partículas dos olhos, limpar feridas e lavar o nariz das crianças. Tenha, no mínimo, de 3 a 5 ampolinhas no seu kit de primeiros-socorros.

Fita adesiva microporosa: essencial no kit de primeiros-socorros

Encontrada em farmácias e prateleiras de alguns supermercados, a fita microporosa é hipoalergênica, porque não é feita de látex, e tem poros bem pequenos, menores que 2 nm. Adere bem à pele, mas tem toque suave e não deixa resíduo de cola depois da remoção. Também dói menos na hora de desgrudar da pele. Ajuda a fixar curativos e deixa a ferida respirar, por conta dos microporos (ao contrário do que acontece quando se usa esparadrapo, por exemplo). Tenha sempre um rolinho.

+ Febre em bebê e criança não é doença; novas recomendações

Kit de primeiros-socorros, versão turbinada

A enfermeira Patt Sanches explica ainda que, além dos itens essenciais, listados acima, dá para turbinar o kit de primeiros-socorros com outros produtos adicionais. Aí, vai da sua necessidade. Conforme o tempo passa e os itens vão sendo usados, você vai percebendo o que é mais ou menos importante. A princípio, você pode acrescentar: 

– Tesoura

– Spray antisséptico

Spray antisséptico
Spray antisséptico

– Termômetro

Termômetro digital
Termômetro digital

– Seringas sem agulha

– Curativos adesivos de diferentes tamanhos para o kit de primeiros-socorros

– Bolsa gel para compressas quentes e frias

Bolsa térmica de gel
Bolsa térmica de gel

– Pacote de gaze não aderente (ideal para casos de queimaduras, por exemplo)

– Luvas de procedimento

– Medicamentos de uso frequente, como analgésicos e antitérmicos, também podem fazer parte do kit de primeiros-socorros (mas lembre-se sempre de nunca medicar a criança sem orientação médica, por mais ‘inocente’ que o remédio possa parecer).

E mais:

+ Como baixar a febre do bebê

+ Como deixar a casa segura para o bebê

+ Primeira viagem com o bebê: 5 dicas para acertar

Quer saber mais? Assine a newsletter de BabyHome e receba toda semana mais dicas sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e grátis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *