Se você ainda está planejando a gravidez, é aconselhável se consultar com seu ginecologista ou escolher um obstetra para tirar suas dúvidas e fazer exames, como o de sangue. O médico vai investigar se você tem alguma doença ou problema que possa complicar a gestação. É também o momento de se vacinar, caso não tenha o calendário de imunização completo, e se preparar para conceber um bebê.

PUBLICIDADE

Mas se você já engravidou e não tem um profissional de sua confiança, não fique aflita: tem tempo para procurar. E também pode mudar no meio do caminho caso não sinta confiança no obstetra escolhido. O importante é confiar no médico e saber se as suas vontades e a filosofia do médico estão alinhadas – e, principalmente, se ele te escuta!

+ Suas vacinas estão em dia?

Confira essas dicas na busca pelo melhor médico

Para ajudá-la a escolher o melhor obstetra, BabyHome tem algumas dicas:

Antes de marcar a consulta:

  • Peça, primeiro, indicações de suas amigas. Mas fique atenta: se você deseja um parto natural, não adianta pedir referência para quem teve uma cesárea agendada.
  •  Caso vá procurar um obstetra disponível pelo seu convênio, é importante marcar com mais de um para poder escolher. 
  • Como você vai visitar bastante esse médico ao longo da gestação, leve em consideração também a localização do consultório.

Durante a consulta:

  • Faça todas as perguntas que tiver em mente, mesmo as que você considera tolas.
  • Deixe bem claro o tipo de parto que você gostaria, se pretende ter doula, se não quer episiotomia, se deseja cesárea só em caso realmente necessário, se ele continuará a atendê-la caso a gestação virar de alto risco, se ele faz parto no fim de semana…
  • Pergunte às pacientes dele sobre os pontos negativos e positivos – você sempre vai cruzar com alguma na sala de espera.
  • Verifique se o obstetra compartilha das mesmas opiniões que você. Se você deseja um parto humanizado em casa, por exemplo, certifique-se de que ele poderá atendê-la. 
PUBLICIDADE
  • Combine com ele se pode mandar mensagem ou tirar dúvidas fora do expediente.
  • Questione sobre os valores do parto. Muitos médicos preferem trabalhar com suas próprias equipes e isso tem um custo além do valor coberto pelo plano de saúde.

+ Plano de parto: saiba como montar um

Depois da primeira consulta:

  • Se não sentir confiança no médico que a atendeu, nem empatia, não hesite em procurar outro. Ainda que o pré-natal precise ter início o quanto antes, dá para esperar um pouquinho mais e iniciar o tratamento com alguém que atenda as suas expectativas. Ou mude a qualquer momento se julgar que a relação entre vocês não é a melhor.
  • Nas visitas ao obstetra, serão avaliadas as suas condições físicas e o desenvolvimento do bebê. Algumas ultrassonografias costumam ser feitas no próprio consultório. Mas análises mais criteriosas e exames laboratoriais exigem a visita a clínicas adequadas.
PUBLICIDADE

E mais:

+ Ultrassom morfológico: o que é e quando fazer

+ Exames que você precisa fazer no primeiro trimestre

+ O perigo do citomegalovírus na gestação

Quer saber mais? Assine a newsletter de BabyHome e receba toda semana mais dicas sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e grátis.