A temperatura começou a subir, as férias chegaram… Reunimos aqui tudo o que você precisa saber para o primeiro verão do bebê só deixar lembranças boas! 

Publicidade

Todas as fotos são clicáveis e levam você direto para a loja*

Quem aí é do time que adora um solzinho? A estação mais quente do ano se aproxima e se você tem um bebê em casa pode, sim, curtir junto com ele. No entanto, é preciso ter muito cuidado para aproveitar só o melhor do calor. Assim, a estação não deixa traumas, nem marcas na pele, mas uma coleção de memórias deliciosas. BabyHome reuniu aqui tudo o que você precisa saber para o primeiro verão do bebê ser um sucesso. E isso vale para o segundo, o terceiro e os verões da vida toda. 

+ Como vestir o bebê no calor?

Primeiro verão do bebê

Publicidade

Verão do bebê: cuidado com o sol

A primeira coisa em que a gente pensa quando se fala em verão é nele: o astro rei, o sol. É iluminado, maravilhoso, aquece… Mas também pode ser muito perigoso, principalmente para a pele sensível do bebê. Por isso, todo cuidado é pouco. A primeira coisa a se lembrar é do horário de exposição, que deve ser antes das 10h ou depois das 15h – e, mesmo assim, seguindo todas as precauções. 

Maiô Infantil Menina Manga Longa com Proteção UV 80+ – Marisol

“A exposição solar tem por objetivo a produção de vitamina D, a fim de prevenir o raquitismo. Além disso, melhora o sono, estimula a curiosidade e o desenvolvimento neuropsíquico, mas sempre nos horários indicados”, aponta a dermatologista Maria Cecília Rivitti, assessora do Departamento de Dermatologia Pediátrica da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). “Entretanto, é fundamental que a temperatura esteja agradável e que os pais não exponham nunca o rosto da criança. É preferível tomar sol nos membros, como braços e pernas”, recomenda. “O bebê deve ficar de costas para o sol, para evitar que ele fixe os olhos na luz – o que pode resultar em lesão ocular irreversível”, alerta a médica. 

É importante lembrar também que crianças pequenas, menores de 2 e 3 anos, não devem ficar expostas ao sol por longos períodos. “Além do risco de queimaduras, há risco de desidratação e insolação”, reforça. 

+ Cuidados básicos com a pele do bebê

Proteção nunca é demais

Por isso, se for ficar com seu bebê na praia, na piscina, no parquinho, na pracinha ou em qualquer lugar em que faça sol, além de controlar o horário e o tempo de exposição, certifique-se de levar o arsenal completo. 

“Roupas, bonés e chapéus, principalmente com proteção ultravioleta, são extremamente eficazes na prevenção dos efeitos danosos da radiação solar. Os de qualidade certificada não perdem a capacidade de proteção”, explica Maria Cecília. 

Nos bebês maiorzinhos, lembre-se também dos óculos escuros para proteger os olhos dos raios ultravioleta. 

E, claro, use o filtro solar. Mas atenção! Esse tipo de produto só pode ser usado em bebês a partir de 6 meses. “Dê preferência a fórmulas que sejam apropriadas para crianças.

Aplique uma camada meia hora antes de sair para o sol. Aplique uma segunda camada na face, nos ombros, no dorso superior e no peito. Reaplique a cada 2 ou 3 horas e após nadar ou se enxugar”, recomenda a dermatologista.

Protetor Solar Infantil Mustela FPS 50+ 200 ML – Mustela Solares

+ Higiene do recém-nascido: tudo o que você precisa saber

Pele macia

A pele do bebê, em geral, não precisa de hidratante – a não ser que esteja ressecada por algum motivo ou que a criança tenha algum diagnóstico, como dermatite atópica. Nesse caso, use os produtos recomendados pelo médico dela. 

Xô, insetos!

O verão também é uma época mais favorável para a proliferação de insetos. Além do incômodo da coceira e irritação da pele, alguns transmitem doenças sérias, como é o caso do Aedes aegypti, com dengue, zika e chikungunya, entre outros. Justamente por conta dessas doenças e das epidemias, o uso de alguns repelentes foi liberado para todas as faixas etárias, segundo a médica. “Veja se o produto escolhido tem registro da Anvisa e observe as recomendações da rotulagem. Repelentes naturais não têm eficácia para prevenir picada desses insetos, que transmitem as doenças citadas”, lembra. “A maneira certa de passar repelente é evitar as mãos e a face para a criança não ingerir o produto acidentalmente. No mais, é seguir a recomendação da rotulagem”, orienta.

Boné Infantil Proteção Solar UV 50+ Sol Aloe Vera – Hype Kids

Hidratação em dia

Beber água: esse é um dos principais cuidados no verão do bebê. O corpo perde muita água por meio da transpiração e é preciso repor. Por isso,se seu filho for maior de 6 meses e não estiver mais em aleitamento materno exclusivo, ofereça bastante água, ao longo do dia inteiro. Se ainda estiver apenas sendo amamentado, reforce a oferta de leite materno. É por meio dele que seu filho se hidrata (se estiver somente mamando no peito, ele não precisa de água). 

+ Bebê pode tomar suco e chá?

Repelente para Bebê Longa Duração 110ml – Granado

Cuidado com a comida

Para os bebês que já estão na introdução alimentar, é fundamental dar uma atenção extra à comida. Se for levar lanchinhos e frutas à praia, certifique-se de que eles estejam frescos, mantidos na temperatura certa, para evitar intoxicação alimentar por comida estragada. Use gelo e térmica. Evite também comprar alimentos de procedência duvidosa ou que não tenham armazenamento adequado, na praia ou em outros passeios. 

Pote Térmico Animal Fun Macaco – Buba

Troca de fralda

Capriche nas trocas. Os bebês têm assaduras por conta da exposição prolongada da urina e das fezes com a pele. O ambiente quente e úmido das fraldas favorece esse tipo de problema. Se o bebê tiver feito xixi, lavar com água é suficiente. “Se tiver feito cocô, é preciso usar água e sabão e enxaguar bem a pele”, explica a dermatologista. 

Se seu bebê for entrar na água do mar, da piscina ou em outros lugares, há fraldas específicas para este fim, que não absorvem tanto a água e, assim, não incham ou ficam com aspecto “empedrado”. Elas são mais confortáveis para o verão do bebê. Existem modelos descartáveis e ecológicos, de tecido, reutilizáveis (na BabyHome Store você encontra as duas opções). 

Verão do bebê: de olho na segurança

Para os bebês ou crianças maiorzinhas, a segurança é outro ponto de atenção. Perto de piscinas (mesmo as pequenas, de borracha, com pouca água) redobre os cuidados. Use boias e não deixe a criança sozinha – nem mesmo por um minuto. 

De acordo com a ONG Criança Segura, crianças de até 4 anos têm coordenação motora ainda limitada e ainda não desenvolveram a habilidade de reconhecer situações perigosas e reagir rapidamente a elas. A cabeça também é proporcionalmente mais pesada que o resto do corpo, dificultando o equilíbrio. “Assim, se uma criança até essa idade cai com o rosto dentro de um recipiente qualquer com até 3 dedos de água (balde, bacia, vaso sanitário), ela muito provavelmente não conseguirá se levantar sozinha, nem mesmo ter força suficiente para apenas erguer o tronco e tirar o nariz e a boca da água, para respirar. Em apenas dois minutos submersa, a criança perde a consciência. Após quatro minutos, danos irreversíveis ao cérebro podem ocorrer. Por isso, não é recomendado deixar uma criança sozinha enquanto ela está brincando com água ou tomando banho, nem mesmo para atender ao telefone ou pegar uma toalha”, diz o site da ONG. 

Piscina para Bebê 3 Anéis Intex – Intex

+ Primeira viagem com o bebê: 5 dicas para acertar

Lista completa para o verão do bebê ser delicioso – e sem sustos ou traumas!

Para ajudar você a organizar tudo o que você precisa para curtir o verão com seu filho, fizemos uma listinha com algumas sugestões de produtos. Você encontra uma seleção com as melhores marcas, nas melhores lojas e com comparação de preços, para saber onde é mais barato, aqui, na BabyHome Store).

– Filtro solar infantil

– Roupinha com proteção UV

– Óculos de sol infantil

– Chapéu ou boné

– Fralda de piscina

– Guarda sol com proteção UV

– Toalha

– Chinelo para bebê

– Repelente 

– Garrafinha de água

– Potinho térmico para comida

– Bolsa térmica

– Gelo reutilizável

– Hidratante

MAIS PRODUTOS PARA O VERÃO DO BEBÊ

+ Kit de primeiros-socorros: o que precisa ter?

+ Como evitar acidentes domésticos: 14 itens de segurança para o bebê

+ 10 livros para ajudar a criar crianças antirracistas

+ Quer saber mais? Assine nossa newsletter e receba toda semana mais matérias sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e gratuito.

Publicidade

2 thoughts on “Verão do bebê: um guia com tudo o que você precisa

  1. Pingback: Publieditorial: 5 motivos para aproveitar o melhor deste verão com o seu filho - BabyHome

  2. Pingback: Revisão do carro: tudo o que você precisa checar antes de viajar com a família - BabyHome

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *